INÍCIO

ATELIER

ARQ. JOÃO SIMÕES RAPOSO
FILOSOFIA

SERVIÇOS

PROJETOS SELECIONADOS

CONTATOS

 

 

   

ARQ. JOÃO

SIMÕES RAPOSO

 

 

Arquiteto João Simões Raposo - Nasceu em Almada em 1955 - Licenciado em Arquitetura em 1980 pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Tirou o Curso sobre Conservação do Património Artístico e Cultural Português da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Membro da Ordem dos Arquitetos nº 1357.
Faz parte da direção da Imargem - Associação de Artistas Plásticos de Almada desde o ano 2001, sendo sócio da mesma desde 1987.
Considera fundamental a sua ligação às Artes, não só pela sua participação na Imargem, como pelas disciplinas que sempre leccionou no Ensino Secundário.
Formou a ATRIS - Atelier de Arquitetura Lda., com o Arq. José Luís Amaro onde desenvolveu a atividades até 2003.
A maior parte dos seus projetos, localizam-se nos concelhos do Seixal, de Sesimbra e de Almada.
Os primeiros projetos iniciaram-se em 1983 como profissional liberal e desde aí tem coordenado a elaboração de vários Loteamentos e alguns Planos de Pormenor, sendo de assinalar o Loteamento da Quinta da Carcereira - Almada que foi a primeira área urbana de génese ilegal a conseguir o primeiro Alvará de Loteamento (1988), o Plano de Pormenor executado para a Associação para o Desenvolvimento do Pinhal Conde da Cunha no Seixal, envolvendo 53 ha. - 1000 Lotes e a acessória à Câmara Municipal de Sesimbra, onde coordena a equipa que elabora o Plano de Urbanização da Lagoa de Albufeira.
Para além desta área, desenvolveu projetos de Arquitetura de moradias unifamiliares, edifícios de habitação colectiva, algumas unidades de Equipamento e alguns projetos de Reabilitação.
Em 2004 formou a ARQUIQUAL - Arquitetura e Urbanismo Unipessoal Lda., onde desenvolve a sua atividade.
A Reconversão de algumas áreas urbanas de Génese Ilegal em Almada, são processos que acompanha com um interesse particular e para os quais continua a tentar encontrar soluções mais eficazes e flexíveis na conjuntura económica, política e social atual.
Neste âmbito foi convidado pela Ordem dos Arquitetos e C.M.S. para apresentar uma comunicação sobre Reconversões Urbanísticas - Contributo para uma Metodologia e Clarificação do papel dos atores, organizado em 2007, no Cineteatro Municipal João Mota em Sesimbra.
Continua a desenvolver projetos diversificados, dando uma atenção especial às novas exigências em termos ambientais, particularmente no que se refere aos sistemas a utilizar, de forma a se obterem os melhores resultados, ao nível da certificação energética dos edifícios.